Descobrindo: Eduardo Faleiro

Na última semana tive a oportunidade de conhecer ,em primeira mão, as Casa Cor 2018 Fiquei tão encantada que pedi para o Eduardo Faleiro, diretor de conteúdo e Relacionamento da Casa Cor para falar um pouco mais dessa mostra pra gente. Descubra!

eduardo faleiro

Pelo segundo ano a Casa Cor está no casarão da Sapucaí. Qual o tema do ano?

CASA VIVA é o tema escolhido para esta edição e tem como proposta fazer com que o visitante esteja mais próximo da natureza. O objetivo é mostrar como o lar pode ser traduzido em refúgio, lugar especial para celebrar a vida com amigos, familiares e animais de estimação. Essa temática é, em síntese, um prolongamento da abordagem proposta para 2017, denominada Foco no Essencial. Outro aspecto fundamental da Casa Viva é a sua estreita relação com a natureza, o que certamente tem forte presença em todos os 49 ambientes desta edição, assinados por 86 profissionais das áreas de arquitetura, design de interiores e paisagismo. De pequenos arranjos de plantas aos grandes jardins, morar próximo ao verde deixou de ser luxo e passou a ser uma necessidade. Logo, é natural que essa relação se estenda às mostras do setor. Além de explorar essa proximidade com as plantas e animais, nesta edição vários ambientes foram pensados de forma a priorizar o bem-estar dos moradores. Ele ai de encontro ao que os clientes têm procurado nos escritórios de arquitetura: espaços multifuncionais que possam ser utilizados ao máximo possível, permanecendo-se sempre vivos.

Fale mais sobre o restauro do casarão.

Ele é realmente um caso a parte. Muito além do tema proposto para 2018, a 24a CASACOR Minas continua investindo na preservação do patrimônio histórico, não apenas pela reabertura do prédio e da ocupação do mesmo, mas também em função da continuidade no processo de recuperação e restauro de uma construção icônica, integrante do conjunto Arquitetônico da Praça da Estação. O casarão, parte do acervo da extinta Rede Ferroviária Federal, a RFFSA, permaneceu fechado por mais de 10 anos e só foi reaberto para a edição passada da mostra, graças à parceria entre CASACOR Minas e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN/MG. O restauro vai continuar nos próximos anos e esperamos entregá-lo majestoso á população de BH.

Quais são os destaques desta edição?

A mostra é uma grande plataforma de lançamentos para produtos, serviços e antecipação de tendências, tratando-se de uma excelente oportunidade não apenas para os profissionais, mas também para empresas e o público em geral, que pode ter acesso a diversas inovações do mercado. É importante ressaltar a importância do evento para a geração de empregos e de novos negócios, afinal, é um palco de oportunidades para as empresas envolvidas, pois ali elas apresentam os seus produtos, inclusive os que ainda serão lançados dentro de dois ou três anos. Ou seja, a CASACOR é referência em inovação, e justamente em função disso, a contribuição da mostra para o mercado é indiscutível!

Vamos ter novamente o evento “Varanda Casa Cor”?

Esperamos que sim, estamos em busca de patrocínio para fazer novamente esse vento que foi um sucesso na edição passada. De qualquer maneira, toda a parte externa do casarão esta aberta ao púbico de forma gratuita e as pessoas podem curtir o por do sol em nossos bares temáticos. Vale muito a pena conhecer!

A Casa Cor começa hoje e vai até o dia 16 de setembro. Quais os horários?

Ela está Rua Sapucaí, 383– Floresta, de terça à sexta de 15h às 22h/ Sábados, de 13h às 22h e aos domingos e feriados de 13h às 19h. Os ingressos custam R$50 inteira e R$25 meia / R$150 – passaporte(válido para todos os dias). A venda é feita nas bilheterias ou pelo site www.ingressorapido.com.br.

Mais informações: www.casacor.abril.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *