‘É SÓ UMA CARTA DE AMOR’

De volta a BH, a exposição, que será aberta logo mais e tem entrada franca, propõe manifestações de afeto por meio de cartas e conta com convidados especiais… A arte de escrever revisitada!

carta 1A exposição “É Só Uma Carta de Amor”, que circulou pelos Estados de Minas Gerais e Santa Catarina, dando ainda um pulo no Chile, retorna à capital mineira hoje, dia 21 de março, em todo o espaço do Sesc Palladium, permanecendo em cartaz até 2 de abril. A reestreia do trabalho da artista plástica Andreza Coutinho coincide com o fim do verão e a chegada do outono.

Interativa, “É Só Uma Carta de Amor”, como bem exemplificado em seu título, propõe que o público escreva cartas de amor, deixando-as dentro de envelopes. Essas cartas, a princípio sem destino, chegará às mãos de outras pessoas, como se ganhassem vida e escolhessem seus destinatários. O visitante ainda pode escolher: só escrever, escrever e levar uma carta ou apenas levar uma carta para casa. A exposição conta com máquina de escrever convencional e em braile, tradutor de imagens via QR Code, tradutor de libras, fotos das edições anteriores e performances.

Com a entrada franca e classificação livre, a exposição estará disponível de terça a domingo, das 9h às 21h, no Sesc Palladium. A inauguração de “É Só Uma Carta de Amor”, no próximo dia 21, será às 18h e haverá um cafezinho, um bolinho e a distribuição do “Jornal de Boas Notícias”, um desdobramento do trabalho realizado por Andreza Coutinho nos últimos anos.

Convidados especiais. Andreza Coutinho, nessa retomada da exposição, convidou os artistas Marcelo Veronez, Joelma Barros, Uziel Ferreira e Oscar Capucho para uma participação no dia 1º de abril. A intervenção do quarteto será às 19h. Em meio às cartas e as declarações de “É Só Uma Carta de Amor”, Joelma Barros apresentará o espetáculo “Pós-Redescobrindo o Corpo”, um relato sensível e contundente de como superou o câncer de mama. Veronez, Uziel e Capucho farão intervenções durante a apresentação.

carta 2A artista

Artista plástica formada pela UEMG e pós-graduada em Design e Cultura pela FUMEC, Andreza Coutinho flerta com a diversidade artística dos tempos contemporâneos. Atualmente, ela é diretora executiva da Namarra Cultural, produtora do bloco de Carnaval Pena de Pavão de Krishna e criadora e responsável pela exposição “É Só Uma Carta de Amor”. Andreza, aos 38 anos, passou pelo Projeto Cássias, pelo Galpão Cine Horto, fundou o grupo de pesquisa MOB e foi professora e coordenadora dos cursos de Artes Cênicas da Prefeitura de Contagem, além de ser percursionista e compositora.

 

SERVIÇO

Exposição “É Só Uma Carta de Amor”, de Andreza Coutinho

Abertura: 21 de março, às 18h, no Sesc Palladium

Temporada: De 21 de março a 2 de abril (terça a domingo), das 9h às 21h

Endereço: Sesc Palladium (rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro), em Belo Horizonte

Quanto? Entrada franca