Qual é o vermelho que você vê?

“O vermelho que você vê é o mesmo que eu vejo” me perguntou um dia uma criança. Como responder? Qual o motivador das perguntas? E como podemos ir ao seu encontro de uma forma sensível, de quem acompanha com um olhar genuinamente interessado. Curioso pelo processo que a criança percorre, vive e se apropria?

Gandhy Piorski, em seu livro “Brinquedos do Chão” nos lembra que “importam não apenas suas perguntas, mas também suas narrativas”

Assim, a @galeriamurilocastro convida crianças para uma oficina de experimentação artística com a educadora e artista @siri.kartar no dia ?23 de novembro?. Enquanto as crianças se envolvem no processo, os pais ou acompanhantes são convidados para uma conversa sobre o papel do adulto ao lado da criança, com @mari_polke, mãe de dois e estudiosa das infâncias.

No dia 07/12 as crianças retornam à galeria junto com sua família e amigos. Será um momento para compartilharmos o que foi produzido e podermos, juntos, apreciar, refletir e fortalecer a poética e a sensibilidade dos processos vividos por elas em uma verdadeira abertura de exposição de arte!

Todos convidados!

 

Informações:

Oficina: 23/11, de 10 às 11h30, na @galeriamurilocastro. O material será o fornecido pela galeria e a oficina será facilitada pela Siri Kartar, professora de experimentação artística da escola Miri Piri Santa Lúcia.

A exposição no dia 07/12 será um momento de partilha e apreciação do universo dos pequenos grandes artistas. Exposição aberta ao público.

As inscrições são antecipadas e podem ser feitas através do Sympla: https://www.sympla.com.br/o-vermelho-que-voce-ve-e-o-mesmo-que-eu-vejo-minha-primeira-exposicao-de-arte__717691

Deixe uma resposta