Samuel Perrard em BH

Samuel Perrard é um pintor francês de arte abstrata. Suas pinturas buscam provocar emoções positivas ao observador pois ele acredita que é importante dar liberdade a imaginação ao amante da arte ao invés de definir o que ela representa. Ou seja: A arte criada está sujeita a trazer um significado maior para o espectador do que aquele inicialmente imaginado pelo artista. Vamos?

sp1  Em suas próprias palavras, Samuel Perrard comenta que sua pintura é uma pesquisa sobre as formas geométricas, com uma predileção por figuras circulares. Estes são geralmente formados por círculos concêntricos que coexistem, em sobreposição, ou de frente para que, em alguns quadros, se decomponham. Ele combina as composições de flexibilidade e vivacidade com pureza de desenho de linha, para criar um contraste entre o arredondamento de formas e a precisão do traço.

Seu trabalho tem por objetivo traduzir a luz com cores. A este respeito, a escolha das cores é essencial. As cores brilhantes misturam-se com cores frias para criar uma imagem global harmoniosa, criando uma forte impressão no espectador. Suas cores são associadas por proximidade ou por contraste cromático: laranja-azul, vermelho-verde e amarelo-roxo, criando um grande impacto. Ele se limita voluntariamente a quantidade de cores para alguns, raramente mais do que uma dezena, para criar um efeito de reforço. Enfim, busca uniformidade de cada espaço para melhorar a pureza da cor de propósito e forma.

sp2E para recebê-lo em sua passagem rápida por Belo Horizonte, a música eletrônica francesa será a trilha sonora na abertura da exposição, dia 10 de janeiro às 18 horas. Pablo Araújo e Aliança Francesa convidam a todos para iniciar esse intercâmbio cultural.

Cassius, Le Rhythm Digitales, La Femme, Nouvelle Phenomene, Daft Punk, Air, Paradis são apenas alguns dos nomes na pesquisa musical para celebrar esse momento. Lembrando que a entrada é gratuita, mas está sujeita a lotação do espaço.

spIMPERDÍVEL!