Mulheres empreendedoras: quem são?

A quinta edição do Fórum Empreendedoras revelou dados da inédita pesquisa sobre o Perfil da Empreendedora brasileira, realizada com mais de 1300 mulheres em todo território nacional e patrocinada pelas empresas Avon, Itaú e Facebook, com organização da Rede Mulher Empreendedora. Foram trabalhados temas nunca abordados em pesquisas já realizadas no País. A pesquisa, além de desvendar o perfil dessa mulher que empreende no Brasil, traz um panorama real do que elas enfrentam quando decidem empreender, seus conflitos diários, a maternidade versus a carreira, o momento financeiro e principalmente as dificuldades que a empreendedora brasileira enfrenta quando decide ter seu próprio negócio. Vale a pena saber mais!

18890230_3snp51) Qual o perfil da mulher empreendedora?

A amostra da pesquisa quantitativa é de 1376 mulheres, sendo que 85% já empreendem e 15% pensam em empreender, e abrange uma boa representatividade: São Paulo Capital e região metropolitana (19,65%); MG, ES e interior de São Paulo (22,33%); Região Sul (20,23%); Estado do RJ (12,21%), Regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste (22,33%). A maior parte delas tem superior completo ou mais. A idade delas, em média, é de 39 anos e são casadas, com filhos e apresentam um grau de escolaridade um pouco maior do que as que planejam empreender e que tem média 36,5 anos, sendo que 30% pertence a Classe C, enquanto 35% das mais velhas pertencem a classe A.

2) E como elas lidam com a maternidade?

Curiosamente, 75 % das empreendedoras decidem empreender após a maternidade. Na classe C, a porcentagem aumenta para 83% e torna se fundamental uma rede de apoio.Na hora da divisão ou “ajuda” nas tarefas domésticas e cuidado dos filhos, a maioria das empreendedoras conta com o apoio do marido e familiares. Na Classe C, as redes de apoio são menores. Isso mostra um problema social grave: o número ainda incipiente de creches atinge negativamente essas mulheres, que precisam exatamente desse tipo de apoio para crescer. Talvez seja por isso também que 68% costuma trabalhar mais em casa, o que ajuda na hora de tomar conta das crianças e também da casa. Dá-lhe energia!

3) E como elas começam?

41% iniciaram seu empreendimento sem capital, 41% usaram Poupança, investimento próprio e rescisão após ser demitida como principal fonte de capital que contaram para iniciar seu do negócio. Ou seja, a crise pode ser uma boa mola propulsora para começar o seu negócio. Por isso é importante ter uma preparação. Das mulheres que já empreendem, 75% se sente preparadas para ter o seu próprio negócio. Já entre as que planejam empreender, apenas a metade, 50% se sentem preparadas. Vale se aprimorar para não errar.

4) E quais os motivos que as levam a empreender?

As razoes emocionais predominam, já que 66% diz trabalhar com o que gosta, enquanto 34% diz que empreender é realizar um sonho. Ter Flexibilidade de horário fica com 52% das respostas – os filhos e a família aparecem também aqui – e 40% procura por uma renda melhor do que trabalhando para outros. Mas esse ponto merece atenção: 33% faz o controle financeiro de modo básico, criam planilha de Excel ou até anotam em um caderno e apenas outros 33% faz algum controle de modo mais elaborado. E o pior:14% das entrevistadas não faz controle nenhum. Isso é um grande empecilho para o sucesso de uma empresa.

5) E na crise atual, como elas estão atuando?

Mesmo com todo o discurso negativo da crise atual do País, os negócios de mais da metade (63%) das empreendedoras está melhor do que há três anos. E elas acham que irão melhorar mais ainda nos próximos três anos. Para isso, elas estão se aprimorando. Cursos de finanças, planejamento da empresa, formação de preço, mkt/comunicação e vendas/negociação são as áreas das quais elas querem saber mais. Ou seja, querem planejar, definir preço, divulgar e vender. Outras buscam informações principalmente nas redes de empreendedorismo e em palestras gratuitas. Mais um ponto positivo: Elas são ótimas em networking e estão sempre em eventos, palestras e encontro de empreendedoras. Alguém duvida do sucesso das mulheres empreendedoras?

 

Quer mais dicas sobre empreendedorismo? Participe do  5° Café com Empreendedoras de Belo Horizonte – MG no Sebrae MG

eDia 21 de julho de 2017, 09h-12h30 na Av. Barão Homem de Melo, 329, Nova Granada, você terá uma excelente oportunidade de conhecer outras empreendedoras, aumentar seu Networking, divulgar sua empresa e ainda contar com conteúdo super rico e histórias inspiradoras.  Eu vou!

https://www.sympla.com.br/5-cafe-com-empreendedoras-de-belo-horizonte—mg__160932

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *