Another Place produz máscaras de proteção em parceria com o projeto Por Nossa Conta

No site da marca, o valor das máscaras é decidido pelo consumidor no ato da compra e 100% da renda será revertida para o projeto social

Uma rede de apoio tem se formado em todo o país diante das necessidades urgentes causadas pela pandemia do novo Coronavírus. Em São Paulo, a marca de moda genderless Another Place está se mobilizando para produzir kits de máscaras de proteção individual para consumidores – em muitas cidades o uso do equipamento tornou-se obrigatório para evitar a disseminação do vírus.

Para adquirir kit com duas unidades do item, o consumidor é quem escolhe quanto pode pagar: os valores iniciam a partir de R﹩0 mais o custo do frete. Toda a verba proveniente da iniciativa será destinada ao projeto “Por Nossa Conta”, que viabiliza itens de higiene e alimento para pessoas em situação de rua na cidade. Interessados podem se juntar à iniciativa pelo e-commerce da marca (http://www.anotherplace.com.br )

Sem rótulos, sem logomarcas. Assim, são representadas as máscaras desenvolvidas pelo designer Rafael Nascimento, à frente da ANP. Com o uso mandatório do equipamento de proteção individual, o criador do projeto enxerga na iniciativa uma forma de utilizar sua profissão à serviço da sociedade e de populações em situação de maior vulnerabilidade social.

“Não há venda para lucro da marca e não se trata ainda de um acessório de moda, mas de um item essencial para nos proteger do vírus”, reforça o designer. “Entendemos que havia uma necessidade de produção das máscaras para doação e, com as nossas unidades de confecção, custeamos toda a produção e manuseio dos itens essenciais para garantir proteção e saúde das pessoas”, completa.

Por Nossa Conta foi idealizado antes da pandemia por um grupo de amigos que acreditam no poder da união como agente transformador da sociedade. Em 45 dias, foram doadas quatro toneladas de alimentos, com 800 cestas básicas e 500 cestas de higiene. Em São Paulo, os locais de atuação do projeto concentram-se em Paraisópolis, Brasilândia, Franco da Rocha, Ocupação Peixoto, Paróquia São Miguel Arcanjo, Arsenal da Esperança, Lar Tia Edna, Casa Florescer, Casa Chama, Jardim Iporanga, Ocupação Mauá e Jardim São Jorge. Para mais informações, acesse o perfil no Instagram do Por Nossa Conta (@_ por_nossa_conta _ ).

Deixe uma resposta